[Resenha] Na sua pele @VREditorasBR

by 09:48 2 comentários
Série: Homens Marcados
Titulo: Na sua pele #1
Subtitulo: Rule
Editora: V&R Editora
Ano: 2015
Paginas: 328

Skoob | Compare e Compre
Quando o tatuador Rule Archer passa, todos os olhares se voltam para ele. O cara é alto, tem o corpo todo desenhado e penetrantes olhos azuis capazes de fazer qualquer garota suspirar. Rule não segue regras. Rule não namora. Ele é do tipo que passa cada noite com uma mulher diferente... um perfeito bad boy. A estudante de medicina Shaw Landon é linda, rica e estudiosa. Ela sempre segue as regras. É o tipo de garota que namora alguém escolhido pelos pais. Mas não é isso o que ela quer. Tudo o que Shaw sempre deseja e sempre desejou é ter Rule Archer. Apesar de se conhecerem há muito tempo, o bad boy nunca havia reparado naquela menina perfeita. Quase ninguém poderia imaginar que os dois formariam um casal. Rule e Shaw são opostos perfeitos. E um relacionamento entre os dois tem tudo para ser explosivo. Na sua pele vai enlouquecer você. Uma história de amor improvável, muitas reviravoltas e cenas picantes. Esse livro marcará você como nenhum outro.

Eu já havia visto em alguns instagrans esse livro mais nada tão exorbitante. Um dos que eu sigo que é da minha colega Rafa e ela gostou muito, então resolvi arriscar. Disseram-me que era HOT e eu não sou muito fã desse gênero. #julguem-me
Resolvi dar uma chance que mal teria? Nenhum. Então, fui a diante e não é que me surpreendi. A Jay sabe escrever e não deixou nada em saber só o que precisava para engatar no próximo livro e fazer o leitor criar ainda mais expectativa. Mas vamos nos focar nesse primeiro por que eu já li os três em um tapa. Kkkkkkkkk
Este primeiro volume nos deixa a par de quem são os Homens Marcados e uma parte do por que. Marcados é o nome da empresa de tatoo que o Rule Archer trabalha. Posso dizer que é um ninho de gatos onde o proprietário Phil acolheu não só o Rule como o Nash (sobrinho), Rowdy e de quebra o Jet que já eram amigos desde a infância e por fim a exceção que é a Cora (nossa fadinha punk). Neste primeiro livro o foco gira em Torno de Rule e Shaw Landon. Ele um típico badboy que solta suspiros por onde passa e ela uma menina rica que na primeira olhada parece intocável com suas roupas de grife. O que esperar dessa relação? No começo eu achei estranho, mas quis pagar para ver.

E ela era baixinha, tinha fácil uns trinta centímetros a menos do que eu, que tinha 1,92. Mas tinha umas curvas... É o tipo de mina que não dá pra parar de olhar. Mas, quando ela olha de volta com aqueles frios olhos verdes, o cara vê na hora que não tem a menos chance. A Shaw tem um ar de inatingível, do mesmo jeito que umas minas têm cara de "me pega".

O livro é um mar de sentimentos. É HOT? É bastante, mas a história é tão envolvente quanto as cenas de sexos que CARA, são maravilhosas e bem escritas. Vemos uma batalha interna da Shaw sobre seus sentimentos além de uma externa dela e sua família que meu senhor só pensam nas aparências e pouco o que realmente faz a filha feliz. O Rule, bom... Tem uma família linda, mas ao mesmo tempo desestruturada emocionalmente. Na vida dele nada mudou antes da morte do irmão e depois disso o negócio só piorou ainda mais. Percebemos que a família é o grande empecilho nesta história e também tem um papel crucial, são duas pessoas danificadas pelo que cresceram e pelo que se tornaram. A família deveria ser o porto seguro de todos e ao mesmo tempo ela se tornou algo que dá medo. 


No livro nós podemos acompanhar a visão dos dois quanto aos fatos e isso me deixou muito feliz por que adoro livros assim. Já sabemos de inicio que a Shaw gosta do Rule, mas o mesmo só a vê como irmã. A família dele ama a Shaw e tem uma visão diferente dela na família eles queriam acreditar que ela namorava o Remy irmão gêmeo do Rule já falecido. Essa é uma das partes que da pano para manga nessa intriga familiar, pois o Remy era o gêmeo perfeito e o Rule a ovelha negra. A aceitação do diferente não era bem desenvolvida nesse relacionamento familiar, assim como o da Shaw, seus pais são separados, mas ainda se comunicam e controlam tudo que seja em relação a filha até a vida amorosa. #altamentedesnecessario
Os conflitos familiares são enormes até o que o falecido guardava a pesar de eu não achar tão grave para a família que já está sem base pode ser. Então, se preparem. É um casal bem fofo eu diria, mas o rapaz é realmente quente. Aprendemos muitas lições de como devemos amar nosso filho independente das escolhas deles, mas claro mostrando lições e tentando mostrar o caminho certo a seguir e não empurrando, também nos vemos em uma encruzilhada entre o amor e o que você considera correto para sua vida e se as decisões da família são realmente as certas até por que os pais também erram.
Uma coisa interessante logo no final e NÃO É SPOILER é que a autora fornece uma playlist para acompanhar o livro. Poderia vir no começo para os leitores baixarem ou escutar no Spotify e ler ao mesmo tempo. #umadica
Eu gostei muito e indico este livro para vocês e tenho certeza que quando terminarem vão querer o resto porque eu sai logo correndo atrás. Kkkkkkk
Falem-me sua opinião se leram, caso não, me digam a expectativa sobre a história.
Bjos.

2 comentários:

  1. Mirmã, tu já havia me indicado esse livro, mas depois dessa resenha maravilhosa, tenho de ler pra ontem!!!!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois corre e se joga. Por que eles são quentes. :)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...