[Resenha] Isso Não é Normal: Contos e Crônicas do Absurdo

by 11:41 6 comentários
Autor: Rô Mierling
Editora: Scortecci
Ano: 2014
Páginas: 169
Comprar


A obra analisa personagens reais em eventos do cotidiano, descritas em uma ótica crítica, dramática e até irônica, destacando o absurdo de amores, mortes, traições. São 23 contos baseados em fatos reais e 13 crônicas analisando situações do cotidiano social brasileiro. Uma menina que desaparece, uma mulher fatal e cinco homens, uma adolescente sequestrada por não saber ler, um assalto noturno que deixa marcas, o drama do Facebook, a filosofia do beijinho, a tatuagem e seus estigmas, o amor e o racismo, o poder da leitura, o estupro mental e a procura incansável de um deus inexistente, casos insólitos e reais. Esses e muitos outros assuntos são o foco dos contos e crônicas desse livro dinâmico, ágil, divertido e reflexivo. Livro de leitura rápida e fácil para leitores e até “não leitores”. 

Eu já tinha lido livro de contos, mas eu era muito pequena e não mais adquiri um novamente. E para minha surpresa a vida prega peças e conhece a fofa Rô Mierling a qual já possui vários anos de carreira e um vasto conhecimento literário e escreveu esse livro e me trazendo de volta a minha infância não com as histórias mas com o tipo de tema abordado de pequenas histórias que te envolvem com poucas linhas.

Voltando ao livro (rsrsrs).
Começamos a leitura com a luta da autora pela sua paixão: os livros.
Eu simplesmente me surpreendo, pois ainda não tinha lido nenhum livro de contos nacional (desculpa para quem já leu vários) e ele me agarrou de jeito.
O livro no primeiro instante vem os contos e que contos. Podemos perceber a grande semelhança com nosso cotidiano o que nos deixa muitos próximos das situações citadas. Muitos deles levei para o meu lado pessoal como: Despreocupada, Cega, Água e Óleo e Amizade Colorida. Não toda a história, mas alguns trechos mexeram bastante comigo e até tirei grandes lições para a vida depois que li.

“A mocinha gordinha, que era estudante, virou mãe de família passando seus dias ajudando a sogra nos afazeres domésticos e esperando o rapaz pescador voltar do mar (pág. 27)”.
“Mas Sonia não aceitava, ela agora amava muito e muito. Não era mais paixão, era amor louco, estranho, dependente. Ela amava aquele sorriso fácil dele. Amava, simples assim. Para ela, quem ama protege, defende e acredita. (pág. 78)”.

A segunda parte é dedicada as Crônicas que assim como os contos são focadas no dia-a-dia das pessoas e do mundo. O que mais gostei foi Menina Assassina nossa eu ri tanto que minha barriga doeu.
O livro contem um conto que foi premiado este ano pela Câmara Brasileira de novos Escritores que foi o Desencontros e uma crônica que foi premiada no 20º Concurso Literário Internacional de Poesias, Contos e Crônicas – Alpas 21 deste ano com o nome de Marcas de Caráter.
Se você ficou curioso(a) para saber um pouco mais dessas histórias e vê em qual você se encaixa. 




6 comentários:

  1. Oi Mari, o livro da Rô parece ser ótimo. Eu já tinha lido outra resenha dele. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito bom Tati. Digo por experiência própria e em algumas histórias eu pude vivenciar a minha. Obg pela visita.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...